Saturday, August 10, 2013

Vida nova na Piscina Biológica / New Life in the Biological Pool



Em finais de abril, numa manhã solarenga mas ainda fresca, fomos surpreendidos por um novo visitante na nossa piscina biológica. Ao abrir a janela, por volta das 7h30, o L. viu uma galinha-d'água (Gallinula chloropus), não... duas galinhas-d'água! Entravam e saiam da água, ora nadando e procurando comida nas margens, ora bicando a erva na zona em redor da piscina. Corremos a buscar a máquina fotográfica e com mil cuidados, abrimos uma nesga da janela para as fotografar.
A galinha d'água é uma espécie bastante comum em Portugal, podendo ser observada tanto em lagoas e albufeiras de grande dimensão, como em lagos, parques e jardins de zonas urbanizadas. Mas foi a primeira vez que a observámos na nossa piscina!

Trata-se de uma espécie fácil de identificar através do corpo escuro, fronte e bico vermelhos com a ponta amarela, e patas claras. As penas da zona inferior da cauda são de um branco bastante conspícuo, como se pode ver na fotografia lá de cima. Apesar disso, esta espécie pode ser bastante discreta, pois é cautelosa e desloca-se frequentemente ao longo da vegetação das margens. Alimenta-se de uma grande variedade de material vegetal, bem como de pequenos animais aquáticos.

Manhã após manhã, ao abrir a janela, as galinhas lá estavam, até que se tornou uma rotina vê-las a nadar calmamente por entre os nenúfares, mas sempre alerta, escondendo-se ao menor ruído. Até que um dia, deixámos de as ver! Passou um dia, dois, três... e as galinhas sem aparecer. Foram-se embora... pensámos com pena.

Mas numa bela manhã de Maio, eis que as belas aves estavam de regresso e... acompanhadas! Afinal não se tinham ido embora, estavam, isso sim, a nidificar e agora regressavam com duas pequenas crias!

As galinhas de água que visitaram a nossa piscina foram muito silenciosas, como convém a quem uma prole a proteger, mas se quiserem escutar o seu chamamento, basta clicar aqui.
* * *

In the last days of April, on a sunny but still cool morning, we were surprised to see a Common Moorhen (Gallinula chloropus) in our biological swimming pool. My husband went to open the window, around 7h30 and there it was, this beautiful bird happily swimming around. But wait... it was not one, there were two of them! They went in and out of the water and we carefully opened a tiny bit of the window to take a few pictures.

Day after day,  when we opened the window, there they were. It became a routine to watch them every morning, swimming around confidently but totally alert and hiding at the faintest sound. Until one day... they just vanished! Each morning we peaked at the window hoping to see them, but they were nowhere to be found. They're gone... we thought a bit sad.

But on a beautiful May morning, when we were no longer expecting it, there they were again! Only this time there were not two of them, but four! Two cute chicks were following their mama everywhere, swimming behind her, walking clumsily on top of the water lilies, stopping to beg for food... We don't get tired of watching (and photographing) them!


These moorhens have so far been very silent - no wonder, because they have brood to protect. But if you want to know the sound of their call, you can listed to it here.

5 comments:

  1. Que fixe!!!

    Muito fixe a visita e mais fixe ainda ter uma piscina natural! Que espanto! Se alguma vez vier a viver no campo, também espero poder ter uma...

    E essa visita parece-me um óptimo sinal, não é? É porque está mesmo natural, a piscina! Parabéns! :)

    ReplyDelete
  2. Sim, é bom sinal não só a visita, mas sobretudo o facto de terem achado o ambiente suficientemente bom, não só para viver, como para criar!

    ReplyDelete
  3. Um pequeno mundo mágico. Adoro nenúfares e tenho um, mas ando a pensar num estratagema para o mudar para um ambiente maior, sem limitar muito o terraço.

    ReplyDelete
  4. Tenho uma piscina biológica e aconteceu-me o mesmo. Julgo tratarem-se de duas galinhas. São muito sensíveis ao barulho mas já vivem aqui em casa há cerca de 3 semanas. Tentei que fossem embora sem êxito pois volta sempre uma. Agora fazem parte da casa. A piscina está limpa mas já com sedimentos. A presença das galinhas não altera o ecossistema?

    ReplyDelete